ONDAWEB

TENDÊNCIAS DO WEB DESIGN PARA 2016

criação de projetos web é um processo extremamente influenciado pelas tendências evolutivas da internet. Qualquer elemento ou variável dentro desse ambiente vivo, por mais que seja algo solidamente instituído, pode rapidamente ceder lugar a algo novo ou mais atualizado.

Esse artigo apresentará orientações para que você possa não apenas colocar em prática novos conceitos de vanguarda durante 2016, mas também para perceber quais são os elementos chave para um bom projeto, que utiliza as melhores e mais modernas tendências do design para web.

O que conduz a mudança dentro do Web Design?

Antes de darmos nossas previsões, é importante entender as forças poderosas que conduzem a evolução do Web Design:

A Tecnologia:

Avanços na tecnologia e nas ferramentas, seja durante o acesso ou no processo de desenvolvimento de websites, largamente determinam o que uma equipe de desenvolvimento é capaz de realizar.
d9faee31377261.564dacc7baebd (1)

Crédito: Tomas Wagner

O Usuário:

Consideramos que a sua forma de responder a uma interface, as opções de dispositivos em um determinado cenário e contexto histórico, além das tecnologias prevalentes de acesso são as principais que determinam e impulsionam os limites de estudo e desenvolvimento em Web Design.

0e405431668815.565c18c60326fCrédito: Tomas Wagner

Outros campos criativos:

O que é uma tendência emergente em outras áreas criativas, tais como o Design Gráfico e Design de Moda, eventualmente encontram formas de derramar uma boa dose de inspiração dentro do Web Design, como também vice-versa. Podemos considerar também que outros elementos e microtendências de nicho possuem a capacidade de conduzir movimentos que sejam vastamente ampliados dentro da Internet, afetando assim também ao Web Design.

3jASk (1)Crédito: Tomas Wagner

A maioria de nós somos “multi-device users”, ou usuários de mais de um tipo de dispositivo para acessar as redes. E cada vez mais, exigimos um padrão altíssimo de usabilidade e beleza, independente de qual seja o dispositivo que estejamos utilizando naquele momento.

A criatividade basicamente sobrevive da mistura e da combinação de ideias, na busca de transmitir emoções e propor novas soluções.

O Web Design Responsivo foi talvez a maior evolução neste campo durante os últimos 5 anos, tornando-se atualmente um padrão. Ao oferecer o mesmo código HTML para todos os dispotivos e utilizando CSS para alterar a aparência da página dependendo do dispositivo, é o método fundamental e primário de qualquer website atual, tanto que o próprio Google recomenda que todos os websites sejam Mobile-Friendly  para obter melhores colocações dentro dos motores de busca.

Levando em consideração os fatores já citados que delimitam a direção para onde a web evolui, aqui apresentamos as principais Tendências do Web Design para 2016.

Minimalismo e Flat Design 2.0

O minimalismo explodiu em 2015 e continuará muito forte em 2016. É um estilo que adequa-se perfeitamente ao Web Design Responsivo: menos confuso, focado no que realmente importa e oferece uma utilização coerente de espaços. Em outras palavras: menos é mais.
Porém, uma nova proposta de Flat Design minimalista está começando a surgir com intensidade. Sua última encarnação chama-se Flat 2.0.

download

Algo nessa linha já havia sido visto em primeira mão ainda em 2014, já oferecendo um estágio extremamente avançado e complexo de utilizações. Estamos falando do Material Design do Google, que propunha um uso inteligente de sombras, luzes e movimento, gerando camadas e facilitando o entendimento de navegação e interação com interfaces.

b6

Nesse novo momento, um pouco mais equilibrado, o Flat 2.0, apesar de denominar-se “Flat”, já não limita-se dentro do mesmo plano unidimensional de antigamente. Grids, relevos suaves, sombras, espaços negativos, brilho, cores vibrantes e valorização da imagem, além de outros elementos, geram uma hierarquia de estímulos, enquanto proporcionam experiências empolgantes e inspiradoras.

Enquanto o antigo Flat Design era extremamente proibitivo para transmitir diferentes formas e planos de uma área, eliminando cantos arredondados, sombras e gradientes de cores, o Flat 2.0 utiliza discretamente o que foi aprendido no Material Design e volta a experimentar na utilização mínima e sutil de texturas, relevos e gradientes extremamente suaves e agradáveis.

Experiências Interativas e Imersivas

Como seres humanos, amamos ouvir e contar boas histórias. Faz parte da nossa natureza. Com a mágica do HTML5 canvas, Transições em CSS3 e animações, API´s artísticos em JavaScript como o WebGL e o Greensock, assim como o aumento do poder de aceleração dos hardwares, o Storytelling aplicado à websites será cada vez mais interativo e imersivo.

Foto 3  mobili

Durante o processo de navegação no mobile, temos cada vez mais nos acostumado com mais rolagens de tela e menos cliques. Projetos web que sejam capazes de contar boas histórias dentro dessa dinâmica de rolagem manterão os usuários engajados com o conteúdo e atraídos a continuar rolando a página por muito mais tempo.

Iconografia e ilustrações customizadas, com estéticas vibrantes

Estamos em um momento onde as telas estão aumentando sua densidade nativa de pixels, revelando que imagens em formatos e resoluções inadequadas são muito mais afetadas, comprometendo a estética da web moderna. A escolha não apenas entre o formato .png ou .jpeg, como também a melhor resolução de imagem para cada dispositivo previsto, levando em consideração um bom equilíbrio de qualidade e performance, é algo que não pode ser ignorado.

Foto 4 icones

Atualmente, o novo formato chamado .svg e a facilidade dos icon fonts serão cada vez mais utilizados como uma solução de alta qualidade e performance para diferentes telas. Assim, veremos cada vez mais websites apresentando ilustrações customizadas e cheias de cores, assim como ícones leves e limpos, sem nenhum serrilhado, para qualquer resolução de tela.

Fontes que além serem belas, transmitem um significado

A tipografia é um componente central para o Branding e as melhores práticas do Design, e não é diferente na Internet. Consumir informações é o principal objetivo do usuário que acessou a uma página do seu website.

Graças a serviços como o Google Fonts e o Typekit, que proporciona fontes customizadas prontamente disponíveis e fáceis de serem implementadas na web, vão-se os tempos passados onde os web designers eram extremamente limitados a poucas fontes de um sistema.

O design Flat 2.0 e o minimalismo reforçam o poder de fontes grandes, emocionais e carregadas de significados. Durante este ano, veremos ainda mais a utilização vanguardista na utilização de scripts de fontes artísticas.

Fundos vivos em alta definição – Imagem e Vídeo

Com o aumento da velocidade de conexão, o suporte de navegadores ao HTML5 e novas formas de entregar recursos visuais em alta definição, a tendência da popularização de imagens de fundo em alta definição e vídeos que fazem parte do layout de um website apenas tendem a aumentar.

Outro fator extremamente importante deve-se ao fato do suporte ao CSS3 ao combinar fundos em diferentes efeitos, tornando websites cada vez mais belos e complexos, mas que foram gerados diretamente dentro do navegador com algumas poucas linhas de código CSS. E o melhor de tudo, com uma performance bastante acessível.

Grids com menos rididez

Websites com layout baseados em grades e galerias, como por exemplo o Pinterest e também facilmente encontrados em sites de e-commerce, são e continuarão sendo populares. Porém, aliado ao minimalismo e o Flat 2.0, com o auxílio da tecnologia Bootstrap, é possível quebrar essa rigidez, trazendo mais vida e uma experiência de navegação muito mais interessante.

Em 2016 acompanharemos a evolução das novas soluções que afastam-se do Grid rígido. Certamente, o Storytelling e a interatividade terão uma contribuição fundamental para encorajar uma espécie de rebelião suave contra os padrões antigos.

Já é previsto que o CSS3 Shapes avançará em popularidade, e isso contribui bastante para que vejamos cada vez mais um design repleto de detalhes. Cantos arredondados e contornos suaves aumentarão a inter-relação de elementos nas páginas.

layout

É importante lembrar que tendências apontam direções, mas não compartimentos fechados e imutáveis. Com tipografias mais avançadas, cores vibrantes, imagens e vídeos cada vez mais presentes com ótima qualidade visual e performance, além do Storytelling imersivo e elementos interativos graças às novas tecnologia de programação, o web design está encontrando um caminho interessante para afastar-se da padronização repentina que havia ocorrendo nos últimos dois anos, devido à priorização da performance em diferentes dispositivos.

Agora, com mais alternativas e soluções tecnológicas, podemos voltar a sonhar alto.