ESPECIAL ONDAWEB

TENDÊNCIAS NO DESIGN PARA 2018

VOLUME 2

Dando continuidade ao nosso artigo de Tendências no Design para 2018, reunimos nessa segunda parte um ênfase um pouco maior no digital. Veja agora a segunda parte das principais e mais criativas tendências que ganharão espaço ou evoluirão ainda mais nesse ano de 2018.

 

13. Doodles (ilustrações manuais)

Ilustrações manuais de bloquinho, também conhecidas como Doodles, seja na sua aplicação integral ou em forma de elemento, dão um toque pessoal para uma marca ou layout. Eles não necessitam de demasiado polimento, quanto mais orgânico, melhor.


14. 
Mistura e conversão de estilos

Dizem que o Vaporwave morreu, mas passa bem. Suas referências seguem extremamente relevantes e em constante desenvolvimento. De ilustrações combinadas com fotografia, tipografia com fotos, gradientes com fontes fortes, duotones e cores brilhantes, a combinação de 2, 3 ou mais tendências, utilizadas com criatividade e bom senso de composição e propósito, seguem trazendo para o seu layout aquele destaque desejado e memorável.

 

15. Logos responsivos

Responsividade é uma palavra cada vez mais em voga, diante de diferentes formatos de telas e necessidades de utilização. Aumentar ou diminuir a logo aos poucos será substituída por uma compreensão muito maior do significado fundamental de uma marca, adotando flexibilidade de contexto, como vemos a seguir.

Autores: Design Studio
 

16. Monogramas

Os monogramas, na verdade, nunca sumiram do design. A forma que elas criam estabilidade e manam qualidade e tradição para marcas, dificilmente será descartado nesse e nos próximos anos. Entretanto, uma abordagem mais moderna em 2018, com a adição de alguns elementos que serão fortes neste ano, tais como cores fortes, duotones e padrões geométricos.

 

17. Sobreposição

Em um ano com tanta desordem, criatividade e caos, a utilização de sobreposição para logos e chamadas farão seu leitor prender mais tempo tentando descifrar a mensagem, enquanto ficará gratificado com a criatividade e acabamento visual do seu projeto. Acredite, você já caiu nesse truque e nem se deu conta.

18. Mobile First

Todos já sabemos que o mobile ganhou um volume de importância muito maior que o desktop, e isso serve de lição de como as coisas mudam rapidamente nos tempos atuais. Ao pensar nos elementos de template, como ícones, menus, submenus e tipografia, não esqueça de levar em consideração a importância do mobile.

19. Composições e Grids quebrados

Com a evolução do design responsivo, a quebra de template é algo cada vez mais rotineiro. Mas e se quebrarmos algo que já está aleatoriamente compartido? Com imagens e textos sobrepostos ou até mesmo desconexos, podemos atingir não apenas um toque experimental e único a um projeto, mas também uma noção maior de função e desígnio.

Autor: Ben Mingo
Projeto:  The Refugee Nation Web Design Branding
 

20. Cantos arredondados e formas fluídas

Nos últimos anos, o web design foi dominado por ângulos retos e formas geométricas agudas. Entretanto, nos últimos meses, o crescimento das curvas arredondadas e fluídas ganham espaço e serão aplicadas com mais frequência neste ano, especialmente com a adição de cores renovadas e sobreposições.

 

21. Parallax

Os elementos de parallax no web design tornaram-se tão populares que você não pode mais negar a sua relevância. Com o scroll das páginas ditando o movimento do parallax, as possibilidades criativas são infinitas e trarão muitas surpresas legais para esse ano. 

Projeto: Firewatch
 
 

22. Tipografia impactante

A tipografia que se destaca entre toda a composição está aí para ficar. Em 2018, veremos muito impacto de fontes e chamadas nas composições, combinados com cores chamativas. Portanto, lembre-se: se deseja deixar uma uma mensagem marcante, não esqueça da tipografia em primeiro plano no seu projeto.

 

23. Fontes serifadas

Em 2017, vimos o crescimento da utilização artística das fontes serifadas. Elas seguem em 2018, porém com mesclagens alternativas e inovadoras, trazendo modernidade e um novo sentido e propósito.

 

24. Tipos geométricos

As fontes geométricas foram relevantes no último ano e seguem fortes e cada vez mais integradas a um contexto de tendências mescladas, seja imersas ao caos e desordem, ou até mesmo em composições mais sóbrias, trazendo uma percepção única e futurista para qualquer projeto.

              Projeto: VitrineMedia                                Projeto: Sydney School of Entrepreneurship
                 Autor: Graphéine                                             Autor: For The People
 

25. Fontes personalizadas

Fontes personalizadas, aquelas feitas exclusivamente para um projeto ou marca, custam caro e requer tempo de desenvolvimento. Com um pouco de pesquisa e criatividade, você pode utilizar para o seu projeto uma família de fontes que teve um desígnio específico, foi abandonada, e pode ser o diferencial para a sua composição. Mas evite fontes que são características e pertencentes a uma marca evidente, a não ser que esteja buscando trazer ironia e sarcasmo, que pode ser perigoso e precisa ser pensado por diferentes pontos de vista.

 

26. Tipografia experimental e subjetiva

Um bom designer deve experimentar com fontes e elementos gráficos na busca de novos resultados. Misturando fontes personalizadas com espaços negativos ou elementos customizados, podem trazer elementos impressionantes.